Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

É já amanhã

Imagem

Três encontros

Imagem
Pelo que de diferente foi este dia de sábado, aqui deixo uma partilha de três encontros com pessoas e contextos diferentes mas enriquecedores: 1. Hoje, dia 19 de Novembro, é dia importante para as Irmãs Dominicanas Missionárias do Rosário. Hoje celebram a vida do seu fundador: Monsenhor Rámon Zubieta. Creio que mesmo entre nós, dominicanos, pouco se sabe deste admirável frade dominicano, que foi missionário primeiro nas Filipinas e depois no Peru, foi bispo de uma região que abarcava a região de Urubamba, com muita selva por descobrir e evangelizar. E foi fundador, juntamente com a já beata Ascensão Nicol. Fui de manhã celebrar com elas e, na homilia, fiz um zoom destas três vertentes de Mons. Zubieta: Dominicano, Missionário e Bispo. Ao olhar para este Homem de Deus vemos que já no século XIX se vivia o que agora é programa da Amoris Laetitia e de outras dioceses: o sonho missionário de chegar a todos. Mons. Zubieta abriu o caminho deste sonho, envolvendo-se muito na vida das pessoa…

Recebestes de graça, dai de graça

Imagem
Com alegria recebi o último livro de homilias para o Ano A. É um fim de um ciclo, foram três anos a escrever e rever textos e concordâncias, numa tentativa de melhor acolher e pôr em prática a Palavra de Deus que a liturgia nos oferece. Também com alegria que a primeira apresentação se fará já, de hoje a oito dia, em Lamego! Grande acolhimento me têm feito e que só posso agradecer. Igualmente com alegria decidi oferecer o lucro dos meus direitos para a Ajuda de Berço, uma pequena migalha para ajudar a construir uma nova casa para acolhercrianças abandonadas com doenças com cuidados continuados e paliativos. Aqui fica o convite para quem possa lá ir.

Como cantar a graça?

Imagem
Neste dia em que cumpro 41 anos de idade, faço minhas as belas palavras poéticas do hino que cantámos esta manhã na oração de Laudes. Palavras do meu saudoso confrade fr. José Augusto Mourão e que tão bem me souberam logo de manhã:
Um dia novo nos acorda,
oferta surpreendente:
Senhor, em tuas mãos entregamos
dia novo, promessa nova.

Maravilhados estamos
das obras que criaste;
Senhor, por oferenda apenas temos
a certeza do teu amor.

O gosto é grande de viver
em Ti e nos irmãos;
Senhor, não temos outras iguarias
senão fome do teu amor.

Como cantar a graça
como cantar o dia;
Senhor, se não bater o coração
na esperança do Reino a vir.

Um dia novo nos visita,
um dia que criaste;
Senhor, que o Filho em nós leve a fim
a vitória da Cruz.