Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2017

Domingo de Lázaro

Imagem
No próximo Domingo celebraremos o "Domingo de Lázaro". No século IV, Santo Ambrósio usou a imagem da ressurreição de Lázaro para falar da Penitência, comparando a ressurreição ao perdão dos pecados. Diz ele assim: "Cristo virá ao teu sepulcro e, se vir Marta chorar por ti, a mulher que cumpria bem o seu ministério; se vir chorar a Maria, que escutava atentamente a palavra de Deus, como a Santa Igreja, que escolheu a melhor parte, vai encher-se de misericórdia. Quando na tua morte vir as lágrimas de muitos, dirá: Onde o pusestes? Quero ver aquele por quem vós chorais, para que ele mesmo me comova com as suas lágrimas. Quero ver se está morto para o pecado, cujo perdão se pede."

Dia mundial do Teatro: uma honra e um privilégio

Imagem
Hoje celebra-se em todo o mundo o dia mundial do teatro. E há três anos que, na Missa do Campo Grande, no domingo mais próximo deste dia 27, se celebra a Missa dos Artistas. No primeiro ano o Patriarca de Lisboa enviou uma mensagem, no ano passado foi o Presidente da Republica que enviou uma mensagem, mas ontem fez questão de estar presente, juntando-se a alguns dos artistas do nosso Portugal. Mas este ano, a festa prolongou-se para o dia de hoje. Fui convidado a ir almoçar com os artistas, à Casa do Artista. Uma honra poder estar com mais de cem artistas (actores, actrizes, maquilhadoras, bailarinos e bailarinas, fadistas...), alguns residentes e outros convidados. Além da honra de poder associar-me a todos estes homens e mulheres das artes, tive o privilégio de conhecer algumas pessoas e de lhes agradecer fazerem parte da minha adolescência e juventude: Maria Ema, Laura Soveral, São José Lapa, Pedro Lima, Lourdes Norberto, Manuela Maria, Glória de Matos, Ada de Castro, Catarina Ave…

A água

Imagem
A água acompanhou sempre a Cristo. Ele também foi baptizado na água; convidado às bodas, é com a água que ele inaugurou a primeira prova do seu poder de fazer milagres; enquanto pregava, convidava os sedentos a beber a sua água da eternidade; quando falava da caridade, assinalava como obra de amor em tão-somente dar um copo de água a um dos seus semelhantes; descansou um pouco junto a um poço; caminhou sobre as águas; gostava de passar de uma à outra margem do lago; serve água aos seus discípulos. Até na paixão se podem encontrar testemunhos favoráveis ao baptismo; quando é condenado à crucifixão, aparece também a água, desta vez para lavar as mãos de Pilatos; quando é trespassado, do seu lado sai sangue e água, quando a lança o atravessa. Tertuliano, o baptismo

Transfigurados

Imagem
Hoje, na liturgia, escutámos a passagem da transfiguração do Senhor, na versão de São Mateus. A narração é lisa mas o episódio deve ter sido esplêndido. Muitas interpretações se fizeram e fazem ainda hoje na linha da fé e da espiritualidade. Em 1994, o Papa João Paulo II usava este mesmo episódio para falar da vida consagrada. É uma possibilidade e, no caso, foi conseguida. Mas não deixa de ser uma interpretação da vida e existência humana. O que seremos só conseguimos antecipar em glória e deve ser para nós o ânimo e a esperança para perceber que os embates da vida precisam também eles de ser transfigurados. Aqui no Convento cantamos neste dia o coral da transfiguração. Uma das estrofes canta assim: Senhor, pesa tanto a vida quando /Quando o amor abandona a casa. As vias de acesso ao Rosto / não as sabe a paixão sem asa. Tu de Deus a porta, a Páscoa /o pulsar que move o escuro. Tu que conheceste a morte transfigura a noite, / O muro.
 É Cristo quem transfigura a nossa noite e derrub…

Sermão da primeira dominga da Quaresma

Imagem
P. António Vieira, no ano de 1653, pregou no Maranhão os sermões da Quaresma. O do primeiro domingo começa assim: O Domingo das tentações e das vitórias. As ofertas, conselhos e petições que faz o demónio a Cristo para tentá-lo. Assunto do sermão: a última tentação do demónio a Cristo. Oh! que temeroso dia! Oh! que venturoso dia! Estamos no dia das tentações do demónio, e no dia das vitórias de Cristo. Dia em que o demónio se atreve a tentar em campo aberto ao mesmo Filho de Deus: Si Filius Dei es (Se és Filho de Deus) - oh! que temeroso dia! Se até o mesmo Deus é tentado, que homem haverá que não tema ser vencido? Dia em que Cristo com três palavras venceu e derrubou três vezes ao demónio - oh! que venturoso dia! A um inimigo três vezes vencido, quem não terá esperanças de o vencer? Três foram as tentações com que o demónio hoje acometeu a Cristo: na primeira ofereceu, na segunda aconselhou, na terceira pediu. Na primeira ofereceu: Dic ut lapides isti panes fiant - que fizesse das ped…

Elogio do peixe

Imagem
Numa visita mais ou menos relâmpago a Lamego, levei para escutar no caminho dois sermões do P. António Vieira. Uma coisa é ler e outra ouvir. No Sermão de Santo António aos peixes, o P. António Vieira faz elogios aos peixes e um deles é o de ajudarem nas penitências da Quaresma. Ora vejam que interessante o pensamento e a retórica: "Mas ainda que o Céu e o Inferno se não fez para vós, irmãos peixes, acabo, e dou fim a vossos louvores, com vos dar as graças do muito que ajudais a ir ao Céu e não ao Inferno, os que se sustentam de vós. Vós sois os que sustentais as Cartuxas e os Buçacos, e todas as santas famílias, que professam mais rigorosa austeridade; vós os que a todos os verdadeiros cristãos ajudais a levar a penitência das quaresmas; vós aqueles com que o mesmo Cristo festejou a sua Páscoa, as duas vezes que comeu com seus discípulos depois de ressuscitado. Prezem-se as aves e os animais terrestres de fazer esplêndidos e custosos os banquetes dos ricos, e vós gloriai-vos de …