Mensagens

Tu és Pedro

Imagem
Uma pequena paragem aqui para um ou dois parágrafos sobre uma conversa que acabo de ter, também ela pequena e rápida.
Disse-me um padre que a grande crise na Igreja passou a ser a dos ultra-conservadores que querem acabar com o Papa. É, de facto, lamentável e triste que os que prometem fidelidade ao Magistério do Papa venham agora achar-se acima dele e deliberar sobre se ele está certo ou está errado. E não menos triste e lamentável é assistir ao silêncio na nossa Conferência Episcopal em não ter ainda  mostrado fidelidade e apoio ao Papa, como o têm feito outras Conferências. Os senhores bispos que me desculpem mas já se estão a atrasar. Ninguém se devia esquecer e os conservadores deviam lembrar a frase de Santo Ambrósio que tanto usaram nos tempos de João Paulo II ou de Bento XVI: Ubi Petrus ibi Ecclesia (Onde está Pedro aí está a Igreja). O ditado serve para todos os Papas e não só para os da nossa cor.
O Cardeal Secretário de Estado disse que o Papa, apesar da amargura, está ser…

Anno histórico: Frei Estêvão de São Paio

Frei Estêvão de São Paio, da Ordem dos Pregadores, natural da vila de Guimarães, por legítima parcialidade de pretensão do Senhor Dom António à Coroa de Portugal, foi preso em Lisboa em um forte cárcere do qual fugiu com outros Religiosos também presos do mesmo hábito, e se passou à cidade de Tolouse, onde tomou o grau de Doutor em Teologia e a leu com aplauso daquela Universidade. Era muito perito na língua latina, e nela traduziu da portuguesa as vidas de São Frei Gil, de São Gonçalo de Amarante, de São Pedro Gonçalves, do Beato fr. Lourenço Mendes. De fr. Paio, primeiro prior do convento de Coimbra, de fr. Pedro, porteiro do convento de Évora e de outros varões insígnes em dignidades, letras e virtudes da sua Religião. Escreveu mais na mesma língua latina um tratado sobre o juramento e confirmação, que fez El Rei Dom Afonso Henriques da celestial visão, que teve no campo de Ourique. Tudo impresso em Paris. Os anos de 1586 e 1600. No de 1598, ouvindo dizer em Toulouse que aparecera…

Santa Mónica

Imagem
Hoje a Igreja faz memória de Santa Mónica, mãe de Santo Agostinho, que amanhã se celebrará.
Desde cedo que ganhei afeição por esta mulher de Deus, conhecida na história da sua vida e na liturgia pelas lágrimas derramadas pelo seu filho Agostinho.
Por um lado porque a minha paróquia de origem é de Santo Agostinho e, porque a minha avó, além de gostar do nome, dizia que se tivesse tido mais alguma filha a chamaria de Mónica. Nenhum dos filhos a honrou com o nome, bem sabendo que gostos são gostos e Mónica não faz parte dos nomes da moda. Mas foi sempre para mim um dia de alegria e consolação. Lembro-me da minha mãe e das mães e mulheres que pacientemente suportam contrariedades e, em silêncio rezam pelos seus filhos. As lágrimas de Mónica não foram em vão, foram oração. Não foram desespero nem revolta, foram esperança e confiança naquele que consola e enxuga as lágrimas dos que choram. As lágrimas de Mónica foram esmola colocada no cofre das ofertas, foram oblação de incenso no altar de …

Pedir perdão

Imagem
Lemos no Evangelho um ensinamento de Jesus sobre o perdão: "Se o teu irmão, por sete vezes pecar contra ti e sete vezes vier ter contigo e disser: Estou arrependido, perdoa-lhe." Hoje o Papa, na Irlanda, ao iniciar o acto penitencial da Missa, pegou numa folha que estava fora do Missal e, em espanhol, pediu mais uma vez perdão pelos vários abusos que ao longo dos anos, religiosos e religiosas acometeram contra menores. Ao mesmo tempo, um ex-núncio dos Estados Unidos da América fazia sair uma longa carta em que pede ao Papa Francisco que se demita do ofício de chefe da Igreja Católica porque sabendo das coisas não fez nada. Poucas pessoas como Francisco sentem vergonha, tristeza e pedem perdão como ele o tem feito. Mas todos sabemos que violência gera violência e Jesus ensinou-nos que o perdão é o travão para os males do mundo e da Igreja. Hoje o Papa pediu desculpa a Deus e às pessoas porque a Igreja (na qual ele se inclui e o ex-núncio também) não agiu correctamente e a t…

Anno histórico: Dona Beatriz da Silva

Dona Beatriz da Silva, filha dos mesmos pais do Baeato Amadeu, de quem falamos a dez deste. A Rainha Dona Isabel, nossa portuguesa, mulher de El Rei Dom João II, de Castela a quis levar consigo, Roque a amava com muitas verás, por lhe ser muito chegada em sangue e muito mais pelas virtudes e prendas que nela resplandeciam. A sua formosura, muito apesar da sua modéstia, ocasionou alguns encontros e ruídos entre os grandes daquela Corte donde nasceu que a Rainha com precipitada resolução a mandou meter em um apertado e escuro cárcere. Nele consagrou a Deus a sua pureza, fazendo voto de perpétua castidade e no mesmo ponto foi visitada da Rainha dos Anjos, vestida de azul e branco, cores que depois usou a Ordem da Conceição, fundada pela mesma Dona Beatriz. Serenada a cólera da rainha a mandou restituir à sua liberdade, mas a venturosa Donzela lhe pediu para se retirar (como fez) ao Convento de São Domingos o Real, na cidade de Toledo, onde viveu muitos anos em contínuos e fervorosos exe…

Anno histórico: Frei André de São Tomás e Frei Manuel Guilherme

O Venerável Padre Frei André de São Tomás da Ordem de São Domingos, foi Lente de Primeira de Teologia da Universidade de Coimbra, e Varão tão excelso em letras e virtudes, que dele se afirma, fora igual discípulo do Doutor Angélico na doutrina e na inocência; um verdadeiro Israelita na pureza e um segundo Baptista na austeridade. Prognosticou o dia da sua morte, que teve neste dia, pelos anos de 1644, na qual confirmou a grande opinião que se tinha da sua santidade. (Anno Histórico, volume II, 16 de Agosto, par. III, p. 529)

Frei Manuel Guilherme, da Ordem de São Domingos, foi natural de Lisboa, onde leu muitos anos Teologia moral, qualificador do Santo Ofício, Examinador do Padroado Real e das três Ordens militares e um dos mais famosos Pregadores da Corte e grande benfeitor da sua Religião, que lhe deve a grande e excelente Biblioteca do Convento de São Domingos de Lisboa e outras mais obras, e a República literária, os quatro tomos do Agiológio Dominicano, que compreende todo o ano…

Dia de São Domingos

Imagem
Felicíssimos dias de nosso Pai São Domingos, com aumentos de graça e eternidades de glória! Assim se cumprimentaram hoje as Irmãs Missionárias Dominicanas do Rosário.