Tudo e nada

No sábado passado celebrei missa na igreja do mosteiro das monjas dominicanas de Olmedo. Na sacristia encontrei sobre a mesa um texto de São Norberto (sec. XI) sobre o sacerdote.
Li-o na Missa do Campo Grande, a propósito do Evangelho que falava da nomeação dos Doze e do seu envio. Deixo-o aqui como partilha:
"Sacerdote, tu não é tu porque és Deus.
Tu não és para ti porque és servo e ministro de Cristo.
Tu não és teu porque és para a Igreja.
Tu não és para ti porque és o mediador entre Deus e os homens.
Tu não te bastas porque és pecador.
Tu não és para ti mesmo porque não és nada.
Oh sacerdote! Quem és, então?
Tudo e nada!
Tem cuidado contigo, para que não se diga de ti
o que disseram de Cristo na Cruz:
«salvou os outros e não pode salvar-se a si mesmo
»".

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro