A todos um bom Natal, com Jesus!

Olho para ti, meu Menino,
calor da noite fria,
luz da humana agonia,
estrela da minha alegria
que nesta noite me faz cantar.

Olho para ti, meu Menino,
e vejo-me no teu olhar:
espelho de esperança,
um olhar de criança
que quero conquistar.

Olho para ti, meu Menino,
e quero-te abraçar.
Para quê?
No presépio és barro ou plástico,
que nos faz lembrar a história
que só tu sabes contar.
Abraça-me tu a mim
para que eu possa sentir, enfim,
a ternura a transbordar.

Olho para ti, meu Menino,
e faço este pedido:
que não te seja eu esquecido
e que sempre te saiba amar.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro