Lucernário de Domingo de Ramos

Canta e rejubila, Jerusalém
olha o teu Salvador que vem ao Teu encontro,
humilde, montado num jumento, filho de uma jumenta,
reunir os teus filhos dentro dos teus muros.

Ei-lO que vem para cumprir todas as profecias,
vem como Isaac, para ser atado ao madeiro da Cruz,
vem como José, entregue pelos seus irmãos,
vem como Jeremias para ser engolido no abismo da morte,
vem como Jonas, encarcerado no ventre do monstro,
cativo durante três dias nas trevas do inferno.

Bendito O que vem em nome do Senhor!
O Senhor veio para iluminar todos os homens.
Façamos um cortejo, de ramos nas mãos:
e que para Ele se abram as portas do Reino,
porque Ele avança para ti, Jerusalém,
na acção de graças e na justiça,
para elevar ao Pai o cálice da salvação
e estender os braços na cruz
diante de um povo desobediente e rebelde.

Dai graças ao Senhor, porque é eterno o Seu amor!
Que o Senhor nos dê a salvação!
Que o Senhor nos dê a vitória!
Hossana nas alturas!
Jesus vem cumprir todas as promessas
na presença do Seu povo,
nos átrios da Casa do nosso Deus.

Tem valor aos olhos do Senhor a morte do Seu Servo:
foi rejeitado como a pedra
sobre a qual os construtores não quiseram construir,
mas a mão do Pai revelará o Seu Bem-Amado
quando gritar para Ele, no sofrimento e na aflição.
Pela Sua obediência,
o Filho tornar-se-á a pedra angular do novo Reino!

Cantemos desde já a Páscoa do Senhor:
seja Deus a nossa força e o nosso canto de vitória.
Jesus avança livremente para a morte:
Ele que já combateu por nós no deserto,
Ele que na sua carne deixou transparecer a Glória da Ressurreição,
Ele que em breve será elevado da terra
por aqueles que O aclamam naquele dia:
Então atrairá a Si todas as coisas, para nos conduzir ao Pai.

Subirá à montanha do Senhor
Ele, o Senhor, o Rei da Glória, forte nos combates.
Sobe ao Gólgota onde repousa Adão
prisioneiro da morte e dos infernos.
Vem cumular das bênçãos do Senhor todos os homens
para que a criação receba d’Ele toda sua a plenitude!

Que ao nome de Jesus todo o joelho se dobre
porque o Seu nome está acima de todos os nomes:
e todas as línguas proclamem no poder do Espírito
que Jesus é Senhor na Glória do Pai
agora e para sempre, pelos séculos dos séculos.
Ámen.
(Da liturgia da abadia de Silvanès)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro