A ternura dos quarenta

Sou o mais novo dos frades da comunidade onde vivo. Ainda não tenho quarenta anos... mas estou lá quase. Acima de mim estão três irmãos que andam já a explorar a casa dos quarenta... E os três fazem anos este mês: um fez quarenta e oito, outro quarenta e dois e o de hoje quarenta e quatro. Quando as pessoas me dizem que fazem quarenta anos, lembro-me sempre da canção do Paco Bandeira, que não anda nos seus melhores dias, digo o Paco, claro, que a canção está sempre em alta. Pois aqui fica, no dia em que o último faz anos neste mês, a canção da ternura dos quarenta, que lhes dedico. E aos que, como eu, ainda não lá chegámos, vamos ouvindo a canção para nos habituarmos à ideia...

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro