Sinal de aterragem

Estou em contagem decrescente. Termino dentro de dias o segundo mandato de prior deste convento, ao qual, juntando outros três e mais uns meses dá um total de seis anos e quatro meses. Hoje foi dado o sinal de aterragem. Sabem, quando estamos a viajar e damos conta daquela diferença no vôo, que nos mandam apertar os cintos e aquela voz simpática nos diz: "Senhores passageiros, vamos aterrar no aeroporto tal, pedimos que coloquem os vossos cintos e endireitem as costas das cadeiras?" É o que sinto acontecer. Hoje apresentei à Comunidade o meu relatório de final de mandato. Mandam as nossas leis. Por assim dizer, o último ato oficial. Relatório lido, contas aprovadas, pouco trabalho deixado a meio... e boa tripulação, claro.
Agora é aterrar, descansar os motores, mudar a tripulação e seguir viagem como passageiro, ocupar a cadeira 9 A, para ficar do lado da janela e seguir viagem.
(Fotografia que tirei no avião, na minha última viagem de Roma, ao chegar a Lisboa)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro