Permanecer

O Evangelho deste V Domingo da Páscoa repete por oito vezes o verbo permanecer. É Jesus quem o usa para dizer como deve ser a nossa relação com ele: unidos, como os ramos à vide, deixando-nos podar por Deus, o agricultor, mas sempre unidos (permanecidos) em Cristo. Dele nos vem a seiva que nos alimenta (a sua palavra, o seu sangue, a sua força) e nos faz dar fruto. Deus quer que demos fruto e, podando-nos, possamos dar ainda mais fruto.
Talvez hoje as nossas sociedades e a nossa cultura tenham perdido a força do que significa "permanecer". Não basta estar no mesmo lugar e não é ir e vir. Permanecer é estar junto em intensidade e imensidade. Que o Agricultor das nossas vidas nos ensine a permanecer junto a Jesus e aos irmãos. Bom domingo!

Mensagens populares deste blogue

A vida de São Macário

Primeira Comunhão

São Bruno