Dia do consagrado

Termina hoje ao Ano da Vida Consagrada. Pessoalmente acho que foi um ano de cores pálidas. A Vida consagrada não tem grande visibilidade nas estruturas da Igreja. Mas quis o Papa que estes homens e mulheres, tivessem alguma visibilidade ao longo deste ano.
E eu, hoje, no dia do Consagrado, peço ao Senhor dos Encontros que chame e fidelize os que procuram um sentido para a sua vida: os que, como Samuel, ouvem a voz de Deus mas ainda não a distinguem, os que já deram um passo mais e querem comprometer-se a sério com Deus e com Igreja. Rezo por aqueles que já se consagraram a Deus e fizeram os seus primeiros votos, para que a descoberta da vida religiosa e a comunidade em que estão os ajude a serem fiéis na sua vocação. E pelos que, já cansados, não desistem de servir, que o Senhor os recompense com a medida larga, prometida ao Evangelho. Deus não falha.
E peço-vos que rezem pelas vocações dominicanas de Portugal e Angola, com nomes e propósitos muito concretos: o fr. José Alberto, o fr. João, o fr. Pedro, o fr. Mário e o fr. José Manuel, estudantes, o fr. António Manuel, o fr. Mariano, o fr. Inácio, o fr. Lázaro e o fr. Tomás, noviços, e o Apolo, o Mariano, o Vasco, o Rodrigues, o Bento, o Sebastião, o Bernardo, o Isaac, o Domingos, o Miguel e o Gustavo, postulantes, para que sejam fiéis a Deus que é fiel e rico de misericórdia para connosco. E rezem também por mim. Que a alegria e a esperança destes mais novos encha os nossos conventos e a Igreja da beleza e da alegria de Deus.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro