Arte






Prometi ao Francisco, ao Miguel e à Catarina que iria colocar estes desenhos no meu blogue (os desenhos estão por esta ordem). Vieram dar-mos no final da Missa. Já aqui escrevi da minha falta de jeito nos desenhos. Quando vejo crianças a desenhar e a pintar, penso no que lhes estará a passar pela cabeça e no potencial que têm para pôr em desenho o que sentem. Quando a Catarina desenhou o "Castelo de Jesus", o que lhe estaria a passar pela cabeça? Que Jesus é rei e tem um castelo? Ou, como Santa Teresa de Ávila, pensava no Castelo interior? Será que a torre que o Miguel desenhou, com os nomes de Jesus, foi inspirado nas de Gaudì? E o homem de braços abertos, com um anjos e a escada, pintados pelo Francisco? Será que era a luta de Jacob com o Anjo? Certamente que não. Eles ainda não têm idade para perceber estas coisas. No entanto, quando digitalizei estes desenhos, foi onde me levaram.
Quando nos despedimos o Francisco ainda me quis dizer mais uma coisa. Que quando dorme pensa muitas vezes em Jesus. És um santo, respondi-lhe eu, quem me dera sonhar muitas vezes em Jesus.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário