Aproxima-se a hora do silêncio e da contemplação. A noite brilha como o dia, a alegria é espiritual, para não acordar o Menino. Também vou depressa ao presépio. Que nada me prenda, nem família nem amigos, nem presentes nem canções. Quero ir ao presépio. Não quero deixar de ver e adorar Aquele que aquece o meu coração e dá sentido à minha vida.
A si que passou por aqui desejo-lhe um Santo Natal e desafio-o a ir comigo à gruta. Venha ou vá lá. Encontraremos outros como nós a contemplar a grandeza do Amor de Deus.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro