Intuições

Tenho para mim que, quando qualquer coisa me aparece inesperadamente duas vezes, é para não ignorar. Seja um tema, uma conversa, até um olhar.
Foi o que me aconteceu com um pensamento que, sem procurar nem conhecer, me apareceu em dias diferentes. A primeira vez que o ouvi, não era uma citação exacta mas uma ideia - não o consegui reter. Hoje, enquanto procurava na internet um pormenor da vida de um beato dominicano, voltou a aparecer o pensamento. Já não era ideia mas citação, com identificação do autor. Entendi que era para não ignorar. Chama-se "oração da serenidade", foi feita por um teólogo americano do século passado, Reinhold Niebuhr e reza assim: "Concedei-nos, Senhor, Serenidade necessária para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar as que podemos e Sabedoria para distinguirmos umas das outras".
(imagem: Lorenzo Lotto, retrato de um estudante, séc. XVI)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro