Regresso às aulas

Buon pomeriggio, sentarvi, disse a professora, bem disposta e simpática, à medida que íamos entrando na sala. Há sete anos que não tinha aulas. Hoje foi o meu regresso. Aulas de italiano, esperadas e necessárias. A professora, italiana do sul, falou quase sempre em italiano, e ia dizendo que hoje se podia falar em português. O nosso grande problema, e pelo que vi posso dizer "nosso", vai ser falar. Compreender compreende-se, mais ou menos tiramos o sentido. Mas falar é que vai ser. Hoje foi aula breve, só de apresentações, uns dos outros e um apresentava o outro, as coisas básicas, nome, idade, o que faz e porque é que é que está a estudar italiano. Grande parte dos alunos está por Erasmus, um porque vai muito a Roma e eu por razões de trabalho. Lá tive que explicar a minha vida e os meus encargos...
A dinâmica foi simples mas gira. Apesar de eu não ser muito de dinâmicas, a verdade é que esta aproximou idades e tornou mais engraçada uma aula que poderia ser só de assistência.
Como alguns falaram de Roma, também ela falou da Roma que se visita a olhar para a frente e para cima, como a vida, porque Roma concentra tudo, civilizações e impérios, arte e vida.
Apresentações feitas, uma breve explicação do método de trabalho e dos livros que vão ajudar. Aprendi que "dispensa" é "sebenta" em português e começámos logo com as apresentações e despedidas do dia-a-dia, formais e informais. A novidade não foi muita mas sim, valeu a pena. Comprar o caderno para os apontamentos, tirar notas... veio a nostalgia da infância e dos anos seguintes, um recomeço e um regresso às aulas. 

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro