Lisboa - Viseu - Lamego


Vim de Lisboa, estou em Viseu e vou para Lamego. Graças a Deus com frio mas sem chuva. O céu está limpo, azul, com muita luz. Quando deixo Coimbra e me encaminho para as berças, vêm-me à memória coisas do passado, da minha infância. Passo na indicação para a serra do Buçaco e lembro-me das intermináveis viagens de Lisboa a Feirão, em que se saía depois do jantar e só se chegava à hora de almoço do dia seguinte… lembro-me das férias passadas em família, da chegada ao Rossio de Viseu e de quando se deixava a N2 em Bigorne para se cortar para Feirão. Lembro-me dos dias de Inverno passados com a minha avó… tudo coisas do passado, como o velho do Restelo.
Mas esta viagem tem um duplo objectivo: vocacional e pastoral. Vocacional porque vim falar com um rapaz que está decidido em ser dominicano. Pastoral porque venho visitar o Mosteiro das Monjas de Lamego do qual sou o Visitador. Tudo isto em dia de São Sebastião, padroeiro da Diocese de Lamego. Sábado regresso a Lisboa mas, antes disso, ainda penso aqui voltar para escrever qualquer coisa. Agora, aqui na estação de autocarros de Viseu, sentado num banco, a ver os autocarros a chegar e a partir, e a sentir o frio desta terra serrana, espero a minha hora para o último troço desta minha viagem.
(Fotografia: Sé de Viseu)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário