Voluntariado de São Francisco

Quando, em Dezembro, estive em Itália, visitei num sábado a magnífica cidade de Florença. Deixei para o fim a visita ao Convento dos Dominicanos em Santa Maria Novella. Quando já me vinha embora, encontrei o sacristão, a quem me apresentei como frade dominicano. Esta minha ida ficou registada neste blogue e também a conversa com o sacristão (3 de Dezembro de 2012). E, antes de me vir embora mandou-me ir à entrada do hospital porque, São Domingos e São Francisco faziam lá voluntariado.
Durante o dia de hoje lembrei-me várias vezes disso. Quando fui ao hospital encontrei-me com uma auxiliar de enfermagem. Falámos sobre a vida e sobre o trabalho. E dizia-me: sabe frei, podemos fazer as coisas por obrigação porque ganhamos um ordenado e porque trabalhamos num hopital de ricos. Mas não, também trabalhamos por amor e por respeito áquele ser humano que está numa cama quase imóvel. Eu disse-lhe que hoje era dia de São francisco e que ele dizia que é dando que se recebe. E ela disse, é o que vou sentindo.
São Francisco fez voluntariado em Florença. Optou pela pobreza de Jesus. Não um discurso sobre a pobreza mas fazendo da "irmã" pobreza uma companheira de vida. É fácil falar da pobreza e defender os pobres. Dificil é ser pobre entre os pobres. Creio ser esta a base do "voluntariado" cristão: O que se faz faz-se por amor, junto dos mais pobres, porque é dando que se recebe.
(fotografia: encontro de São Francisco e São Domingos. Frontal da porta de entrada do hopital de Santa Maria Novella, em Florença)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro