Com tantas coisas para contar


Hoje é um dia em que, se as emoções falassem, haveria muita conversa.

Em primeiro lugar porque acabou a primeira para do Capítulo e correu muito bem. Comparado com o Capítulo de há quatro anos, em que também participei, este não foi tão tenso.

Depois notei também a fraternidade que se vive na vida dominicana. Foram dias intensos entre os que participaram no Capítulo e também com os irmãos deste Convento. O bom acolhimento, o clima fraterno, a boa disposição.

Foi um dia de abertura à igreja deste Convento. A primeira igreja construída em betão em Portugal! Não sou eu que o digo, dizem-no vários livros de arte sacra de Portugal. Dos anos 60, com muita luz e simplicidade.

Mas o que mais me impressionou nesta grande abertura foi uma pintura que está na capela do Santíssimo Sacramento: a árvore de Jessé.

Mais para a frente vou colocar um post só sobre isto.

A tarde foi preenchida por duas coisas: dei uma entrevista à televisão "Canção Nova". para preparar um programa sobre os Dominicanos em Portugal e mais eleições. De uma delas sai eleito: vou com o Padre Provincial ao Capítulo Geral de 2010 para a eleição do novo Mestre da Ordem. Vai ser em Roma, finais de Agosto e princípios de Setembro.

Amanhã regresso a Lisboa. Não podia ir embora sem ir à Capelinha das Aparições agradecer a Deus, por meio de Nossa Senhora, tudo o que me tem concedido.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro