O Maio que aí vem


Aí vem Maio, para nós, católicos, o mês de Maria. Talvez pelas flores, como diz o ditado "Mês de Maio, mês das flores; Mês de Maio, mês dos amores".
Mês de Maria e mês dos santos. Senão vejamos: logo no primeiro dia do mês, a sociedade celebra o dia do trabalhador; a Igreja celebra São José, na sua profissão de operário. E ligado a Maria e, talvez, às flores, logo no dia dois, por ser o primeiro domingo do mês, celebramos o dia da mãe. Dia seguinte o do grande Apóstolo Filipe, aquele que pediu a Jesus que lhes mostrasse o caminho para o Pai e a quem Jesus respondeu: "Quem me vê, vê o Pai". Dia de São Filipe e de São Tiago, bispo de Jerusalém. Passamos uns dias e temos, a 12 de Maio, a festa de Santa Joana Princesa, filha de D. Afonso V. No dia seguinte , outra festa portuguesa, a de Nossa Senhora de Fátima, no 93º aniversário da primeira aparição, este ano com a presença do Papa, que vem a Portugal. No dia 14 celebra a Igreja São Matias, que integrou o grupo dos Doze, substituindo o Traidor. Já a rematar o mês temos ainda, no dia 26 de Maio outro são Filipe, o de Neri, que fundou a Congregação do Oratório e, curiosamente, onde nasceram as Oratórias, da música clássica. Termina o mês no dia 31 com a festa da visitação de Nossa Senhora a sua prima Isabel. Aos Domingos temos as festas móveis deste tempo da Páscoa: a Ascensão a 16 e o Pentecostes a 23.
Mês de Maio, mês de Maria, Mês do Rosário. Aqui deixo um spot publicitário para os que ainda não aderiram a esta oração mariana. Para mim, rezar o terço é rezar a vida nas contas que vou passando. E bom mês de Maio!






Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro