Ser Dominicano


O Dominicano é um homem de oração:
fala com Deus e de Deus;
reza no quarto, no coro, sozinho e em comunidade;
reza pelos que sofrem, pelos pecadores, sendo ele o primeiro;
dá graças a Deus pelos bebefícios recebidos e pede pelos que nada têm.

O Dominicano é um homem de comunidade:
vive da comunidade e para a comunidade;
gosta de dar e receber, de partilhar a vida;
quer bem aos seus irmãos mesmo se pensam diferente;
perdoa e pede perdão com humildade;
entrega a sua vida nas mãos dos seus irmãos e implora deles misericórdia.

O Dominicano é um homem de estudo:
estuda para pregar a Verdade do Evangelho;
o seu estudo é oração e contemplação;
é um estudo fecundo, para servir a Igreja e o mundo;

O Dominicano é um homem de pregação:
fala de Deus aos homens;
prega a justiça e a paz como os profetas;
anuncia o Evangelho como os apóstolos;
prega com a Bíblia numa mão e o jornal na outra;
tem a Graça da Pregação e prega o Evangelho da Graça;
com a sua pregaçaão exorta, converte, liberta e consola;
prega com paixão a compaixão de Deus;
prega com a própria vida porque a sua vida é já pregação.


(Esta imagem é de Matisse. Pintou-a num mural de azulejos para uma casa de Irmãs Dominicanas. Diz-se que, quando estas viram a obra final fizeram-lhe notar que São Domingos não tinha rosto, ao que Matisse terá respondido: cada dominicano deve ser, hoje, o rosto de são Domingos.)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro