O lado B da vida


Hoje foi, para mim, um dia atípico. Substituí um frade nas celebrações da Palavra do Externato Marista. E logo três: duas do oitavo ano e uma de um décimo segundo. As caras vamos conhecendo-as, as dos mais velhos melhor, porque estão no colégio há mais tempo (alguns estão desde os três anos!). Cada turma prepara a celebração, que dura mais ou menos 45 minutos, a partir de um tema que têm vindo a explorar: a primeira turma do 8º ano escolheu o tema "crescendo", o 12º escolheu o tema "reflexo" e a segunda turma do 8º o tema "o lado B da vida". É claro que associei à turma: 8ºB, lado B, mas este tema levou-me para as antigas cassetes em que tinham o lado A e o lado B. Esta turma acha que o lado B é o lado da originalidade, o lado do deixar-se levar pela sua consciência e por aquilo que acredita. E, de facto é grande o desafio. Na partilha da palavra (esta turma escolheu um texto de Fernando Pessoa e o Evangelho do episódio da Marta e Maria) fala-se sobre a força que se tem de ter para ultrapassar as dificuldades, a união da turma, o reconhecer valores aprendidos... mas fica sempre para segundo plano a questão de Deus. E por isso é necessário fazer-lhes a pergunta: e Deus? Onde é que entra no lado B da vida? Resposta de uma aluna: na Bíblia encontramos sempre um episódio da vida de Jesus que pode ajudar na nossa vida.
Confesso que não tenho muito jeito para este tipo de celebrações mas também reconheço que é um espaço onde valores humanos e cristãos se reflectem e de onde saem compromissos de ser melhor e viver sempre o lado B da vida... com Deus.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário