São João de Latrão e os Dominicanos

Hoje, todas as igrejas do mundo se unem à igreja-mãe no aniversário da sua dedicação. Esta igreja-mãe não é a basílica de São Pedro. É a de São João de Latrão. Essa é que é a mais importante de todo o mundo e daí lhe vem o título de "mãe de todas as igrejas da cidade e do mundo". Por isso nos alegramos com esta basílica, catedral de Roma, onde o Papa tem a sua Cátedra e onde vai algumas vezes, em grandes celebrações diocesanas como a Missa crismal de quinta-feira Santa, ou no dia do Corpo de Deus.
Nós, dominicanos, temos uma grande ligação afectiva com esta basílica. A vida de São Domingos passa também por São João de Latrão. Por um lado, porque no século XIII os Papas vivam lá e, por isso, para São Domingos, ao querer aprovar a sua Ordem, tinha que lá ir. Por outro lado, perto de São João de Latrão fica o convento de São Sixto, convento das monjas dominicanas por ele fundado, onde São Domingos ia frequentemente e, segundo os relatos da sua vida, fez alguns milagres.
Mas há um sonho no qual a basílica de São João de Latrão entra. O mesmo sonho sonhado por três pessoas: o Papa Inocêncio III, São Francisco e São Domingos. Apesar de ter três versões diferentes, de acordo com o sonhador, conto a versão que aparece na imagem que acompanha este escrito. Sonhou o Papa que a sua igreja de Latrão, símbolo da Cristandade, ameaçava ruir. E sonhou também que dois homens a seguravam, um de cada lado, para que não caísse.
Todos nós despertamos dos sonhos. E eles também. Ora, uma bela manhã, São Francisco e São Domingos encontraram-se em Latrão! Reconheceram-se e abraçaram-se. Disse-lhe São Domingos: “Tu és meu companheiro; irás sempre comigo; permaneçamos juntos”. O Papa, por sua vez, também os reconheceu, quando cada um lhe pedia para autorizar a fundação da sua própria Ordem.
Hojé é dia de pedir a Deus o dom da unidade e da fé, que São João Latrão simboliza. E o da comunhão das igrejas. Só unidos na mesma fé e em comunhão uns com os outros poderemos construir a Igreja fundada por Cristo, que é chamada a ser no mundo luz e sal através dos seus membros.
(Fotografia do painel de azulejos que se encontra na igreja do convento de Nossa Senhora do Rosário, Lisboa)

Mensagens populares deste blogue

A vida de São Macário

São Bruno

Oração para o início de um retiro