Tudo acaba bem quando começa bem

A frase é atribuída a Shakespeare mas traduz bem o relato do Evangelho deste terceiro domingo de Páscoa. Voltamos às margens do mar de Tiberíades, o lugar primeiro do chamamento dos primeiros discípulos. Aí Cristo os chamou, aí os volta a encontrar, de novo a pescar, mas desta vez para lhes entregar o seu projecto de salvação do mundo. Para isso é preciso amar o Senhor e cuidar das suas ovelhas, como Ele nos ama e cuida de nós.
Assim é conosco: Jesus vem ao nosso encontro, sempre, para nos reabilitar, dizer que nos ama e convidar-nos a segui-lo. Mas nós, preferimos as rotinas, voltar às redes e à pesca, em vez de nos lançarmos numa vida nova. Será Jesus Cristo verdadeiramente o Senhor das nossas vidas? Bom domingo!

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro