O campo de Deus

Hoje, nós dominicanos, celebrámos a memória de São Pedro de Verona, ou São Pedro Mártir. É importante lembrar este dia porque este santo, dominicano, foi o primeiro mártir da Ordem dos Pregadores. O primeiro a morrer por causa da fé, da pregação e da salvação das almas. O primeiro a morrer como São Domingos sempre desejou: mártir.
Na Ordem sempre houve grande estima por este Santo. Nos primórdios e até São Tomás de Aquino, foi o "segundo" mais importante. Dizem as legendas da sua vida e martírio, que com o sangue que lhe escorria do corpo escreveu as primeiras palavras do Credo; e também que quem o matou se converteu e tornou-se, também ele, dominicano.
E celebra hoje a Igreja a memória do Imaculado Coração de Maria. As Irmãs do Coração de Maria pediram-me que fosse celebrar com elas, e aceitei. A celebração foi simples e tranquila, com as vozes das Irmãs, sempre bonitas de ouvir. A homilia que partilhei com elas partiu de um pensamento que o seu Fundador, P. Jean Gaillac lhes deixou: "Preparem bem o coração que é o campo de Deus". E falei-lhes da importância do coração, como lugar de nascimento: todos nós nascemos no coração de Deus e a nossa missão (a missão delas) é a mesma de Maria: fazer nascer Jesus no coração das pessoas com quem se cruzam. Esta ideia é também do P. Gaillac, a de fazer nascer Jesus no coração das pessoas. As Irmãs, depois da homilia, renovaram os votos da sua profissão e, no fim da Missa, um pequeno convívio.
A missão é conjunta: pelo exemplo de vida, pela pregação e pela educação, o importante é preparar o coração dos que andam longe e mais tristes, para que Deus possa semear a semente da fé e do amor.

Mensagens populares deste blogue

A vida de São Macário

Primeira Comunhão

São Bruno