Um jogo de bilhar

Ontem à noite estive a ver dois documentários sobre comunidades religiosas francesas. Um de monges ortodoxos, com os seus ritmos e ritos, poucos, vestidos de preto contrastando com as cores das paredes do mosteiro, todo pintado de ícones. Vivem afastados da cidade. Trabalham, rezam, comem - aqui ressalta a frugalidade da mesa - falam pouco e quando necessário.
O outro, mais ocidental, de uma abadia cisteciense. Mais numerosos, vivem num edifício austero, ou não fosse uma abadia a sério, também trabalham e comem mas sempre em silêncio. Só as orações rompem o silêncio. Aqui não falam uns com os outros, mas todos falam a Deus. O dia repartido entre a oração, o trabalho - vivem do fabrico de queijo de ovelha - e o descanso, assim vivem estes monges, também afastados da cidade, rodeados de montanhas e de árvores que, por ter sido gravado o documentário no inverno, estavam vestidas de neve.
Falaram dois monges: o Abade, homem de meia idade, sobre vocações. O segundo, mais velho, dizia que antes saía mais da abadia por causa dos afazeres mas que agora está mais por casa. A este mais velho fizeram-lhe uma pequena entrevista. Uma das perguntas foi a que também me fazem a mim: qual a diferença entre um monge (frade) e um padre? Eu dou sempre uma resposta mais prática: porque antes de ser padre já era frade, que se pode ser frade sem ser padre mas, a grande diferença é que um frade que não seja padre não pode celebrar a Eucaristia nem os outros sacramentos. No entanto, reforço sempre que gosto que me chamem de frei porque acho que sou mais irmão que pai (significados da palavra frei e padre). Mas este padre deu uma resposta mais espiritual e muito mais interessante. Disse ao questionador mais ou menos nestas palavras ao mesmo tempo que fazia numa tábua um desenho imaginário que eu reproduzi e aqui coloquei como imagem: "É simples. Temos aqui Deus, aqui a humanidade e aqui o monge. O monge tem a missão de falar a Deus da humanidade enquanto que o padre tem a missão de falar de Deus à humanidade. Um monge que seja padre tem a dupla missão. É como um jogo de bilhar". E aqui está tudo dito. Apontar a bola para Deus para que ela acerte nos humanos e apontar a bola aos humanos para que toque em Deus. É preciso muita pontaria!

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário