Rodízio... espiritual



Hoje estive no Rodízio. Não num rodízio de carnes... mas numa casa de retiros, em Colares, pertinho da Praia Grande. Fui pregar uma recolecção a um grupo de senhoras que pertencem a um movimento da Igreja Católica, as Noelistas. E como estamos ainda no princípio da Quaresma, foi a Quaresma o tema da recolecção.
Um retiro é sempre bom quando agrada e aproveita às duas partes. A mim, como sempre, foi proveitoso não só por poder estar no Rodízio, com o mar no limite do horizonte, mas sobretudo pela partilha da fé e da esperança de uma possível, verdadeira e necessária conversão.
Mas ficou-me esta imagem gravada na minha memória. Não é casa onde estivemos nem fui eu que tirei a fotografia. Encontrei-a na net. Esta casa, que foi o antigo convento de São Saturnino e agora um hotel de luxo, está num vale, é o único aglomerado de casas, virado para o mar, como que divinamente colocada entre as duas montanhas.
Voltando à casa onde estive, bem mais modesta mas muito agradável, aqui deixo a chamada oração de Santo Inácio de Loyola, que estava num corredor, escrito num painel de azulejos:
Tomai, Senhor, porque é vosso
Aceitai, que eu vo-lo dou.
Quanto tenho e quanto posso
Quanto valho e quanto sou
.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário