Em Roma

Outra vez em Roma. Eu, que quando vim a primeira vez, até deixei uma moeda generosa na Fontana di Trevi, para ver se voltaria à Cidade Eterna, ao menos mais uma vez, começa a ser um destino normal como Fátima, mal comparado, claro está. Fátima e Roma com o mesmo problema: se não nos esforçamos um pouco, acabamos por ficar uma semana em Roma sem vir ao centro, já sem falar em ver o Papa. E Roma, com tanto para ver!
Primeira coisa: Videre Petrum. Depois de deixar a mala em Santa Sabina, o Convento onde vou ficar, saio, a pé, para a Praça de São Pedro.É sempre com emoção o chegar, mesmo não sendo em peregrinação, olhar a praça, olhar para a janela do Papa, hoje aberta, talvez pelo calor que se sente, e rezar pela Igreja. Depois, tentar entrar em São Pedro.Ver o já visto, mas com o encanto da primeira vez.
os túmulos, os Apóstolos e Fundadores (hoje descobri São Domingos no altar da cadeira à esquerda!), os Anjos papudos a segurarem inscrições ou pias de água benta... a Pietá...
Como venho em trabalho pouco tempo terei para ver grandes coisas... a ver se é desta que consigo ir a lugares nunca visitados (por mim, claro está).
Depois de um regresso ao Convento, Vésperas e jantar com a Comunidade. As apresentações são poucas, conheço grande parte dos que cá estão e dos que vieram. Menos uma Irmã, norueguesa, que veio para o encontro da Liturgia e que se "colou" a mim. Logo a mim que não falo línguas!
O Mestre da Ordem dá-me um abraço de boas vindas. Acabou hoje uma reunião do Conselho Geral e amanhã vai para Espanha. Que vida! E eu, depois de deixaer estas linhas escritas, ainda vou passar na Cela de São Domingos. Faço questão de acabar o meu dia lá, onde São Domingos se entregava à oração, ao estudo e á pregação, como vemos nos seus nove modos de orar.
Espero passar por aqui para tentar fazer umas Crónicas de Roma. E rezem pela Igreja.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário