Para além do Louvre


Estou em Paris com uns amigos. Outras gentes, outros ares, outro mundo. E o dia de hoje foi dedicado à visita do Louvre e outras igrejas. No Louvre indicam-nos o caminho da Mona Lisa que só se consegue ver ao longe. Até lá vemos todos aqueles quadros, mais ou menos conhecidos, desde o "meu" Fra Angelico, passando pelo El Greco, Georges de la Tour (com aqueles fantásticos pontos de luz a partir de uma vela), até ao Le Sueur com os quadros da vida de São Bruno. E depois as igrejas emblemáticas de Paris: Saint-Sulplice (onde Marcel Dupré foi organista titular), Saint-Germain-Des-Prés, e até na Rua de Saint Dominique passei.

Difícil de encontrar é a capela da medalha milagrosa. E eu, que raramente pergunto a alguém alguma indicação, hoje ao tentar perguntar a uma senhora onde era a capela, ela responde-me em português, e mais, que me conhece e tudo! Como o mundo é tão pequeno!

O pormenor da missa de hoje (bem me lembrei do "meu" rebanho), na Madeleine, de grande qualidade musical, em que, no final da Missa, ofereceram Madeleines (sim, aqueles queques fantásticos). Nada mais apropriado.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário