Próximo destino: Roma


Parto amanhã para Roma. Para uma reunião de três semanas. Muita gente faz aquele sorriso malandro como quem diz: chama-lhe reunião... mas é verdade. Amanhã começa o Capítulo Geral dos Dominicanos, em Roma. Cada três anos há um Conselho Geral e neste tem um objectivo claro: eleger o próximo Mestre da Ordem. O Mestre da Ordem é o representante máximo dos Dominicanos, eleito em Capítulo Geral, por nove anos. A sua missão é a do governo e da presença. Deve governar a Ordem, com a ajuda dos Assistentes e Promotores, mas deve também visitar os irmãos nas suas províncias e apostolados. Podem perguntar-se se são precisas três semanas para eleger o Mestre da Ordem. E a resposta, obviamente, é que não. Aliás, se tudo correr bem, no próximo domingo já aqui falarei do novo Mestre da Ordem. Depois temos que trabalhar. Durante estes últimos meses os que vão ao Capítulo receberam os vários relatórios para podermos falar e discutir sobre as prioridades, desafios e problemas da Ordem. Destes Capítulos costumam sair umas Actas para toda a Ordem, orientadoras para a nossa vida e espitiualidade dominicana.
É a primeira vez que vou a um Capítulo Geral. E, como não sei bem ao que vou, além da roupa levo trabalho e leitura para fazer: O Saltério (livro dos Salmos), material para preparar umas conferências sobre são Mateus, um livro do ex-grande-Mestre da Ordem, fr. Timothy Radcliffe, "Why go to Church? The drama of the Eucarist", na versão espanhola (há também uma em português) e um livro profano, "Vindima", de Miguel Torga, que queria ler neste mês de Setembro, mês das vindimas.
Acho que não vou conseguir fazer tudo, mas espero, pelo menos, adiantar alguma coisa. E espero também ir dando notícias do que se passa lá por Roma e das minhas impressões.
Como já tenho pedido, mas agora com mais insistência, orate pro me.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro