Ainda sobre o dia de São Domingos



Queria só partilhar o dia de ontem. Foi a primeira vez que passei o dia de São Domingos aqui no Convento. Desde já há alguns anos que passo este dia em Lamego, junto das Monjas dominicanas, excepção feita há dois anos, que passei aqui por causa de um encontro internacional de jovens dominicanos (IDYM) e, este ano porque fiquei em Lisboa. Nos últimos três anos esta comunidade tem vindo a reduzir-se, como muitas outras, infelizmente, e não me refiro só a comunidades dominicanas. Por isso somos poucos (a partir de Setembro seremos apenas onze) em Agosto, estamos ainda menos.
De manhã rezámos Laudes. Apesar de estarmos só seis (digo quando, na verdade é metade do número dos irmãos), a oração da manhã foi cantada como deve ser num dia de festa. Salmos da festa, leitura da vida de São Domingos em que se conta que só falava de Deus ou com Deus e que por amar a todos, porque grande era a imensidade do seu coração, por todos era amado. O almoço foi só para a comunidade. Rancho melhorado mas não extravagante - afinal é dia de festa - em que falou, entre outras coisas, do como era antigamente a festa de São Domingos. Um irmão dizia que o almoço era de festa mas nem assim se falava à refeição (antigamente só se quebrava o silêncio do almoço quando o bispo ia almoçar com a comunidade).
Ao final do dia voltámos a juntar-nos para a celebração da Missa. Para mim a grande surpresa: frades das duas comunidades de Lisboa, as monjas dominicanas, as irmãs de Santa Catarina de Sena e as Dominicanas Missionárias do Rosário, e também muitos amigos nossos (chamamos-lhes leigos dominicanos mesmo sem grandes vínculos para com a Ordem Dominicana), para darmos graças a Deus pela vida e obra de São Domingos!
Depois da Missa o jantar da comunidade foi partilhado com os irmãos que vieram e com as monjas. Quinze, no total. Lembrava-me eu da passagem do salmo "Oh como é bom e agradável viverem os irmãos em unidade".
Uma grande alegria para São Domingos era a da fraternidade. Os irmãos viverem alegres e felizes. Que Deus nos dê esta alegria de acolher e saborear juntos as grandezas de Deus.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro