Músicas e Jubileu da Ordem

Mais um dia de trabalho que chega ao fim. Em Roma os dias escurecem cedo. No fim do dia, mesmo cá em cima, ouve-se o barulho dos carros e o barulho estridente das sirenes da polícia, sempre a tentar furar pelo trânsito caótico dos romanos (para não generalizar).
Apesar deste blog mais parecer um facebook ou um twiter, não resisto a escrever aqui o trabalho deste segundo dia, que se dividiu em duas partes: de manhã sobre a música e, na parte da tarde, uma conversa agradável com o Mestre da Ordem, sempre bem disposto e pronto a escutar.
Há uma questão de fundo que está presente nesta comissão de Liturgia e que deixa apreensivo quer o Mestre da Ordem quer os próprios membros da Comissão e até outros frades, que é o movimento "tradicionalista" dentro da Ordem. Convém fazer a distinção entre conservador e tradicionalista mas, de fato, esta é uma questão presente. Por isso, qualquer passo que se dê em termos de liturgia, tem de ser cuidadoso para que a unidade da Ordem não seja perturbada por estes pequeníssimos grupos mas fortes.
O Presidente da Comissão apresentou-nos um brilhante resumo da história da Liturgia Dominicana, evolução, estudos realizados e como entendê-la nos nossos dias. Para o Mestre da Ordem é claro que depende desta Comissão apresentar à Ordem algum trabalho sobre formação litúrgica especificamente dominicana, sobretudo aos que estão em formação inicial, que são cerca de mil frades em seis mil que somos.
Como sempre, o Mestre da Ordem escuta e está pronto para perguntas. Depois de nos dizer como está apensar preparar o Jubileu da Ordem para 2016 e quantos somos na Ordem, perguntou a um frade se tinha ideia de quantos conventos existem. Eu antecipei-me à resposta dele e devolvi-lhe a pergunta: tu sabes? E ele, a rir, respondeu: nem quantos são nem onde estão!
Simpático, à despedida, despediu-se com um "muito obrigado!" em língua lusa.
Amanhã um outro dia de trabalho nos espera. Será, sobretudo, de receber frades e irmãs que trazem questões à Comissão. Nós, os recém-chegados, parecemos alunos da primária a estudar numa universidade... Temos muito que aprender.
(imagem: antífona O Lumen, dedicada a São Domingos)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro