Só podia ser São Lucas

Há já umas semanas que tenho pensado numa parábola de Jesus a que, no Evangelho aparece com o título: "A figueira estéril". Num grupo, ao falar desta parábola como exemplo de paciência e de não desistir, mesmo quando seria o mais fácil, vários ficaram espantados com a parábola, dizendo-me que não a conheciam. Mais tarde, recebi uma mensagem de um deles que me pedia a citação da parábola. Lá lhe escrevi: Lucas, 13, 6-9. Resposta à mensagem: Só podia ser São Lucas.
Sim, só podia ser São Lucas, o evangelista que nos mostra um Jesus compassivo, misericordioso, anti "causas perdidas". Aqui a deixo, talvez hoje para me animar e perceber que, muitas vezes, dar um tempo e tratar de alguém, pode ser tão importante como tentar que uma figueira estéril venha a produzir frutos:
 
"Disse-lhes, também, a seguinte parábola: «Um homem tinha uma figueira plantada na sua vinha e foi lá procurar frutos, mas não os encontrou. Disse ao encarregado da vinha: ‘Há três anos que venho procurar fruto nesta figueira e não o encontro. Corta-a; para que está ela a ocupar a terra?’ Mas ele respondeu: ‘Senhor, deixa-a mais este ano, para que eu possa escavar a terra em volta e deitar-lhe estrume. Se der frutos na próxima estação, ficará; senão, poderás cortá-la.’»"

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro