Um cavalo, um camelo e um elefante

Ontem, num almoço com uma família, em que sde falou de Jesus e dos episódios da sua vida, o pai dizia-me que tinha visto, uma vez, uma representação original mas talvez a mais verdadeira dos Magos: que um vinha a cavalo, outro de camelo e outro de elefante. Digo talvez a mais verdadeira porque vinham nos meios de transporte do mundo conhecido: cavalo na Europa, camelo na África e elefante no Extremo-Médio Oriente.
Sobre os Magos é mais o que se inventou do que o que se sabe. Mas é bom assim. Não é pecado enriquecer e interpretar o presépio.
Hoje é dia de Reis. Dia de manifestação e de luz. De pedir a Deus que a Igreja não se feche sobre ela mas perceba que a mensagem de Jesus é maior que a instituição. Como diz um amigo meu em relação à Igreja: o produto é muito bom, o markenting é que é fraco.
Hoje é dia de Reis. Para mim o começo imediato da minha próxima viagem: Angola. Acabo de tomar o medicamento preventivo para a malária, uma semana antes de partir.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro