nove anos... e um dia

Por falta de tempo, ontem não pude aqui vir marcar o dia do meu nono aniversário de ordenação. Dia cheio mas alegre e bem disposto.
Em nove anos, foi a primeira vez que juntei, numa mesma celebração, os meus dois grandes apostolados como padre: uma Missa com alunos do Externato Marista de Lisboa na igreja do Convento onde vivo. Dois grandes apostolados e os primeiros que tive como padre. Recém ordenado, puseram-me em contacto com os Maristas para ver a possibilidade de poder vir a ser capelão. Um ano depois, estando a construção da igreja no seu fim, confiaram-ma como lugar de apostolado e pregação. Por isso, foi um dia especial. Acabei por jantar com novos Amigos, importantes na nossa missão de padres. Estar com as pessoas, conquistar amizades, ajudas mútuas, é a melhor construção de vida que alguém pode ter.
Também, ao longo do dia, fui recebendo mensagens de parabéns, que agradeço. De facto, não se pode conceber o ministério ordenado senão para estar rodeado de pessoas, para as amar e servir.
Dias de alegria e de acção de graças. Por tudo e por todos.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro