Dias quentes e sossegados

Começou hoje o retiro dos postulantes. Na realidade foi ontem mas foi um início muito acelerado porque, na comunidade onde estamos o gerador desligava-se às 23.30h e, como jantámos mais tarde, tudo se atrasou.
Mas hoje, sim, tudo foi vivido com calma. Impera o calor sem chuvas. O Vicariato pediu-me este retiro para lhes falar do Ano da Misericórdia e do Jubileu da Ordem. Foi do que nos ocupámos hoje. Também, ainda ontem, pedi-lhes que respondessem a duas perguntas: O que é para mim um dominicano e, a segunda, Porque é que quero ser dominicano. Depois do encontro da tarde partilhámos o que cada um tinha escrito. O horário do retiro também é calmo. Começamos cedo, às 7 da manhã, com Laudes, e terminamos depois das Completas, às 21h. Todos os dias, às 18.30h, celebramos a Eucaristia com as Irmãs Missionárias do Rosário, que têm casa aqui mesmo em frente à nossa. A animação litúrgica está sob a responsabilidade dos postulantes que, na parte da tarde, depois a conferência, a preparam e, para meu contentamento, já colocaram cânticos do repertório de Lisboa. Mas eu sou sincero: em Angola sê angolano. Prefiro os sons e os ritmos deles.
(fotografia: ambão da capela da comunidade de Santo Alberto. De um tronco saiu esta obra de arte)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro