Em dia de Reis

Apesar de, na Igreja portuguesa este dia não ser celebrado como Dia de Reis (já o fizemos no domingo passado por hoje não ser feriado), a tradição e a piedade popular não conseguem deixar em branco este dia. E também eu o quero assinalar, mostrando o último presépio, que este texto acompanha, que me foi oferecido ontem, por um amigo, para juntar aos presépios da montra e da vida. E, a acompanhar, deixo aqui um dos versos de um poema (ou ode) muito bonito de João de Lemos:
Jesus da minha alma
Do céu tenra flor,
Dos justos a palma,
Dos anjos amor,

Da Virgem a glória,
Do Padre memória,
Da crença vitória,

Salvai-me, Senhor.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro