O verde


Falo hoje do verde. Não pela grande vitória do Sporting mas pelo verde que pude contemplar - foi mais que ver - nas planícies do Alto Alentejo. Estive no sábado em Estremoz com uma passagem rápida, já ao final do dia, pela Cartuxa de Évora para entregar um trabalho que um amigo meu lhes fez. Mas foi a simplicidade de Natureza, num sábado de grandes chuvas, uma casa lá longe, um chão verde molhado, algum gado a pastar e muitas oliveiras que encheram os meus olhos.

Comprei hoje um livro que procurava há já uns dias: A alegria de ser padre, do Cardeal dominicano Schönborn. São as conferências que ele pregou em Setembro passado em Ars a mil e duzentos padres de todo o mundo. Não sou clericalista. No entanto, não me posso esquecer que sou padre. Vai ser a minha leitura espiritual para estes dias de Quaresma. Deixo-vos uma oração que encontrei logo nas primeiras folhas, oração de Santa Teresinha para ganhar ânimo e coragem para o dia-a-dia (o título da oração no original é "Oração para obter a humildade"):
"Senhor, tu conheces a minha fraqueza; cada manhã, tomo a resolução de praticar a humildade e, à noite, reconheço ter cometido ainda muitas faltas de orgulho; ao verificar isto, sinto-me tentada a desanimar, mas eu sei que o desânimo também é orgulho. Assim, quero, ó meu Deus, pôr toda a minha esperança em ti".


(esta fotografia, de um monte alentejano, é do João Nunes da Silva. Tirei-a do seu blogue)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário