Já valeu a pena


Para mim já valeu a pena a vinda do Papa a Portugal. O que disse aos jornalistas sobre a pedofilia na Igreja foi claro e sincero. Andavam uns e outros, sobretudo os mais fervorosos, a dizer que era um atentado à Igreja, que era perseguição, houve até quem falasse em martírio, imagine-se!, mas o Papa hoje, com humildade, reconheceu, esclareceu e, como já dizem as notícias, demarcou-se dos "disparates" que cardeais e responsáveis eclesiais andavam a dizer. E, católicos, é isso mesmo: temos "uma profunda necessidade de reaprender a penitência, de aceitar a purificação, implorar perdão". Temos que perceber que somos humanos, que pecamos, que Papa, Bispos, Padres, Fiéis, todos precisamos da misericórdia de Deus. Só ela nos poderá fazer participar da santidade de Deus.
Hoje, na missa comunitária, rezámos pelo Papa. Para que ele seja o garante da unidade e da caridade. Hoje vesti a t-shirt do Papa. As pessoas olham, algumas comentam até que estava a condizer com o dia. Numa visita-relâmpago a um colégio, dei um "viva o Papa" ao que as crianças, animadas repetiram e continuaram. Há vários tipos de pertença e de presença. A minha é espiritual. Bem-vindo, Santo Padre!

(Esta foi a fotografia que tirei ao Papa quando estive em Roma)

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro