Um salto a Nápoles


A convite do Provincial da Província de São Tomás de Aquino (Sul de Itália), fui passar o fim-de-semana a Nápoles. Vi tudo e não vi nada. Para padres, em vinte e quatro horas que coincidam com um domingo, não nos resta muito tempo. Fiquei hospedado num convento do século XVII (foi a primeira vez que dormi numa cela tão antiga!), nos arredores de Nápoles, em Madonna Dell'Arco. Um convento com um santuário dedicado a Nossa Senhora, com uma devoção curiosa de uma imagem de Nossa Senhora, encontrada num arco de um aqueduto romano. Foi ontem a festa com direito a Missa com Bispo e tudo. Mas fui muito bem acolhido num convento enorme para os poucos frades que agora lá vivem.
Como disse, num dia não dá para conhecer Nápoles. Tive oportunidade de passear pelo centro da cidade no sábado à noite e, no domingo, tirar esta e outras fotografias da cidade de Nápoles. Não foi tirada de um miradouro. Foi tirada de um outro convento com esta largueza de beleza de uma cidade que tem como pano de fundo o Vesúvio e aos pés, como Lisboa, o mar.
Fiquei encantado com acolhimento que me fizeram os frades de Sant'António a Posillipo, que vivem pobremente mas que tem a riqueza de poder ver de uma janela estas vistas tão abertas sobre a cidade.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

Oração para o início de um retiro

A vida de São Macário