Ordem de Pregadores em 3 minutos

PERGUNTAS E RESPOSTAS RÁPIDAS PARA CONHECER OS DOMINICANOS







1. O que é a Família Dominicana?




Somos religiosos católicos e fazemos parte da Ordem Dominicana ou de Pregadores. A esta família pertencem não só padres e irmãos, mas também monjas de vida contemplativa, irmãs de vida apostólica e leigos. A nossa vida fundamenta-se na prática dos conselhos evangélicos (obediência, pobreza e castidade), alimenta-se da oração, da vida comunitária, do estudo e da Pregação.










2. Quem é o fundador da Ordem dos Pregadores?


O fundador dos Dominicanos é São Domingos. São Domingos (1172-1221) teve, na sua vida, um grande desejo: falar com Deus ou de Deus. Como resposta à propagação das seitas do seu tempo, fundou em 1216 a Ordem dos Frades Pregadores. O que caracterizou a Ordem desde o início foi a estreita ligação entre vida contemplativa e pregação, como também as suas constituições característicamente democráticas.












3. Algumas referências (personalidades) nos Dominicanos?
Santo Alberto Magno (1200-1280), São Tomás de Aquino (1225-1274), Santa Catarina de Sena (1347-1380), Beato Fra Angélico (1387-1455), Frei Jerónimo Savonarola (1452-1498), Frei Luís de Sousa (1504-1588), Beato Bartolomeu dos Mártires (1514-1590), São Marinho de Lima (1579-1639), Frei Henri-Dominique Lacordaire (1802-1861), Frei Marie-Joseph Lagrange (1855-1938), Frei Yves Congar (1904-1995)...














4. Qual é a Missão da Ordem dos Pregadores?

A nossa vida caracteriza-se entre dois pólos: a contemplação e a acção; assim o explicou São Tomás de Aquino com as palavras "contemplari et contemplata aliis tradere" (contemplar e dar aos outros o que se contemplou). As nossas principais actividades no mundo contemporâneo são: A catequese num mundo secularizado, o diálogo crítico as culturas não-cristãs, estruturas e movimentos sociais, compromisso em favor da justiça e da paz, a ultilização dos meios de comunicação para a pregação...




5. Como tornar-se membro da Ordem dos Pregadores?

Durante o postulantado, o interessado fica a conhecer um dos nossos vários conventos mais próximo da sua área de residência. Com a tomada de hábito começa o noviciado. Durante este tempo o jovem dominicano experimenta a vida dominicana e é introduzido na espiritualidade e história da Ordem. Com a profissão liga-se a Cristo e à comunidade. Geralmente durante este tempo faz estudos teológicos. Com a profissão solene o Dominicano promete estar unido a Cristo e à comunidade até à morte. Os interessados são cordialmente benvindos aos nossos conventos.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro