Senhoras das dores

Hoje é dia de Nossa Senhora das Dores. Nossa Senhora foi uma mulher e uma mãe como qualquer outra: teve alegrias e teve tristezas. Hoje lembramos as tristezas e as dores. A tradição fala de sete dores de Maria, relacionadas com o seu filho: três à infância e quatro à vida pública. São dores de mãe, dores humanas, dores de sangue.
Este ano celebrei a Missa no Hospital da Luz. Foi a bênção da capela do hospital. Presidiu um Bispo Auxiliar, esteve o Pároco e o Responsável da Pastoral da Saúde. Eu "tomei posse" da capelania. Na oração dos fiéis, que foi partilhada, pedi pelas mães que sofrem pela perda dos seus filhos. Pedi, em especial, por duas mães que choram neste dia, porque os seus filhos, ainda bastante novos, vão partir. E diante de tamanha dor não há palavras humanas que consolem. Só as de Deus. E as palavras de Deus às vezes são silêncio. Como se lê no Livro das Lamentações (3, 26): "É bom esperar em silêncio a salvação do Senhor".

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro