Funeral


Venho de fazer um funeral. Foi um confrade que me pediu. Não é um momento fácil nem para a família mas também não o é para o padre. Tenho pena que não haja uma fé mais forte na ressurreição. E que a Igreja, e as igrejas, não valorizem mais este momento da nossa existência. Talvez porque apanhamos muitos católicos daqueles a que chamamos "não-praticantes", e então é tudo apressado, corrido, e com falta de gosto. Mete-se a urna numa cave sem janelas nem arejamento (chamemos-lhe, por respeito à cave, capela mortuária...) o defunto virado para o altar, flores à volta, muitas ou poucas conforme o dinheiro e a popularidade que se tenha, com duas lâmpadas eléctricas a ladear o altar (já se perdeu a sensibilidade para a beleza de uma vela a arder...), cadeiras de plástico, e aqui temos montado o velório.

Depois do velório vem a missa de "corpo presente", obrigatória (faz parte do serviço), mesmo que quase nunca tenha ido à missa. Entra o padre e há movimentações na sala: grande parte das pessoas sai e, os que estavam fora, a falar ou a fumar, entram, talvez para ver quem é o padre ou para ver se a missa é bem rezada. Ninguém percebe que o padre não está ali para rezar a missa ao morto... está ali para rezar a missa aos vivos, pelo morto. Ninguém percebe que a missa é para os vivos e, portanto, dê o padre muitas graças a Deus se tiver quem lhe responda aos Dominus vobiscum. O morto precisa, realmente, das nossas orações. E quer ele quer os familiares precisariam de um melhor acolhimento do que umas cadeiras encostadas à parede de uma capela mortuária, e de uma missa rápida só para cumprir o preceito e a tradição. Mas mais do que isto tudo, precisamos de ambiente de ressurreição e não de morte e de trevas que nos sugerem estes cubículos só com uma porta que, às vezes, nem dá para a rua.
Estamos a esvaziar a estética, a esfriar momentos que poderiam aquecer-nos e confortar a nossa fé.
Talvez porque não tenho uma paróquia digo estas coisas sem conhecimento da realidade. Talvez porque este funeral tenha acontecido em dia cinzento não tenha ajudado nada. Mas que é desconfortável é.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A vida de São Macário

Oração para o início de um retiro