Lágrimas e romãs

Não. As romãs não fazem chorar. Lágrimas e romãs foi o que me deram no final da missa da tarde. O António trouxe-me umas romãs, óptimas, biológicas, que vão dar para fazer um licor, que espero que me saia bem. Pelo menos os bagos já estão a macerar. As lágrimas, essas, vieram inesperadas do Pedro, que no final da missa, veio falar comigo. Foi um momento emocionante para os dois. Ao António agradeço as romãs; ao Pedro agradeço o ter vindo falar comigo. Não dissemos muitas coisas. Tentei dar-lhe força mas, se calhar não consegui.
Pedro, não sei se vens aqui mas hoje rezo por ti e pela tua família. Pelo teu pai que partiu e agora está junto de Deus. Pela tua mãe e pelo teu irmão, que só conheço de vista, da missa das seis. Por ti, para que tenhas força e que, nestes dias de dor e de ausência, sintas a presença de Deus e a do teu pai que agora está em paz, no melhor sítio que é o coração de Deus. Que a tua fé se fortaleça com o que ouves e com o que rezas e que Jesus seja a força da tua vida. Que o luto se converta em alegria e o sofrimento em esperança. Espero um dia falar contigo, com mais calma e não na pressa da sacristia. Esta noite vou rezar por todos os que sofrem a perda de alguém e peço que rezem por mim.

Mensagens populares deste blogue

Fátima descaracterizada

A fecundidade do casal

Oração para o início de um retiro